Universidade: é quase um mundo novo

Analisando o comportamento das pessoas pode-se perceber muita coisa. Dentra as percepções que você pode ter ao analisar alguém, algumas são: o que elas gostam, o que não gostam; o que as faz rir ou o que as faz chorar; se você está agradando-a ou não. Enfim, uma série de sentimentos são facilmente percebidos quando se dispensa alguns minutos à apenas observar.

Na universidade não é diferente. Ou é... e bem diferente. Esta semana dispensei algum tempo à observar o comportamento de alguns acadêmicos na Unioeste de Toledo... é muito interessante você ver aquele monte de pessoas, andando andando, conversando alegremente... alguns apenas andando, outros sentadinhos nos banquinhos observando também, como quem se prepara pra atacar, hihi... É muita novidade para alguns. Você vê olhinhos brilhando e também vê olhinhos temerosos, dos meninos e meninas que estão tentando descobrir o seu lugar no meio daquele bando de gente.

Os novos acadêmicos (calouros) entram na universidade com visões completamente opostas a de seus veteranos. A mudança é brutal pra quem está saindo de um universo' onde meninos e meninas (em alguns casos) ainda fazem os grupos do Bolinha ou da Luluzinha. Os conhecimentos são outros, as idéias são outras. Dependendo do curso então... nooooooossa, prefiro nem comentar - hehe. Mas o que importa é que é tudo novo.

E o que você faz quando está em um local novo, com pessoas diferentes, costumes diferentes, culturas diferentes??? R: Se adapta às novas situações.

Não é tão simples assim e nem sempre a aceitação é imediata. Mas o que é necessário é buscar uma fórmula para encarar a nova situação. Já que tem que mudar alguma coisa, Mude, mas não perca sua identidade, não perca seus princípios, suas crenças e seus valores. Adapte-os à essa nova situação e respeite os diversos pontos de vista que encontrará pela frente, pois assim os seus também serão respeitados.

A maioria dos acadêmicos é 'meio podre'. E isto no sentido de se julgarem superiores a alguém recém saído do ensino médio... Muitos se esquecem que já passaram pela mesma situação e sentem como se fossem os donos da verdade.

A verdade não é única - é mais uma das coisas que pode-se dizer que é 'que nem cú, cada um tem o seu' - e cada um tem a sua.

Mas como tudo passa, conselho aos calouros: sejam vocês mesmos, respeitem todas as pessoas com que passarem a conviver, e principalmente não se esqueçam de como é entrar em um mundo novo, pois no próximo ano vocês serão os veteranos e - se tiverem bom senso - vão fazer de tudo para ajudar os novos ingressantes no ensino superior a não passar por alguns apuros e vexames em meio a tanta gente.

;D



Um comentário:

  1. aham, a miscigenação entre tribos no campus de Toledo é uma bença!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião...
Apenas tenha bom senso e seja educado(a)

:)