Depende de Nós !

Quem já foi ou ainda é criança...

Depende de nós um mundo melhor. Depende de nós uma sociedade mais justa... Depende de nós a felicidade.

Olhar apenas para si é o maior erro do ser humano, pois o mundo não funciona com uma única pessoa. E uma única pessoa não consegue viver sozinha, em hipótese alguma. Todos precisam de ajuda, seja direta ou indiretamente. Todos precisam de alimentos, mas nem todos os produzem. Todos precisam de roupas, mas nem todos sabem fazer tecidos e costurá-los... Todos precisam medicamentos, mas nem todos os chás que temos no quintal de casa são suficiente e/ou aconselháveis em certas situações. Enfim, somos seres sociais, devemos viver em sociedade, e para tal é necessário buscar promover um ambiente no qual todos possam levar suas vidas gozando de seus direitos e cumprindo seus deveres. E sim, é necessária a implantação de normas e leis que assegurem os direitos de cada um e outras que delimitem os deveres, e até mesmo as penalidades na infração do que deve ser o correto.

E ultimamente o que mais se tem visto é a INTOLERÂNCIA, que em qualquer de suas manifestações cria situações adversas, que podem levar à drásticas consequências. Intolerância à opção sexual, situação social, religião, cor, raça, origem, situação física, entre tantas outras... 

E dessa forma onde vamos parar ? Em um ambiente completamente insustentável, onde por não 'aceitar' a situação de outrem um determinado indivíduo busca 'limpar' o seu ambiente agredindo, expulsando, humilhando, rebaixando, ou em casos extremos, exterminando determinados grupos sociais.

E o que mais revolta nessa história toda é que as frentes políticas que estão nos representando nos vários postos do poder legislativo em determinadas situações se põe contra projetos de lei que visam proporcionar um melhor ambiente social. Exemplo do 'kit gay', que vem sendo amplamente criticado pelos políticos da frente anti-gay, como os demais projetos que visam beneficiar a comunidade LGBT, que vem sendo defendida/representada pela senadora Marta Suplicy e pelo deputado federal Jean Wyllys, como a legalização da união estável entre casais homossexuais ou a criminalização dos crimes de homofobia...

E não é apenas o fato de se oporem (a frente anti-gay) à esses projetos, mas ao fato de que simplesmente estão criticando e gritando aos quatro ventos que estes projetos irão estimular a homossexualidade, fazer apologia ao sexo entre pessoas do mesmo sexo/genero, dentre várias outras acusações...

Por que então não pegam estes projetos, buscam melhorá-los e acrescentar medidas que atendam também as demais classes sociais que sofrem com discriminação, preconceito, agressões de várias formas em função de suas características pessoais? Pra mim crítica é isso, apontar as falhas mostrando medidas que podem solucionar esses pontos falhos ou medidas que tenham a acrescentar e deixar os projetos melhores.

Enfim, coisas assim revoltam. 

E afirmo que depende de nós aceitarmos uns aos outros, independente de características, opções, situações, condições, etc etc etc, pois somente no momento em que a sociedade num todo se aceitar como uma grande 'mistura de gentes' é que essas situações adversas à maioria da população serão compreendidas como situações normais, reais, passíveis de direitos e deveres como todo e qualquer cidadão.

Um comentário:

  1. Oii Gatchenho!

    Sempre que posso dou uma passadinha pelo seu Blog, e leio seus post's, por sinal sempre muito coerente (lembrando do nosso querido Celso)com as palavras e os temas que você escolhe são simplesmente fatos que fazem nós pararmos para pensar "O que está acontecendo com esse nosso mundo?"

    Parabéns Rô.. e sempre que puder continuarei a te visitar!!!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião...
Apenas tenha bom senso e seja educado(a)

:)